Instituto Kinder do Brasil >> Serva dos Pobres

Sinopse
Congregação a serviço da igreja e da humanidade enfocando os menos favorecidos.

Responavel
Madre Maria José do Espírito Santo

Data de Fundação
16 de julho de 1946

Outros Parceiros
ATÉ O PRESENTE MOMENTO NÃO POSSUÍMOS OUTROS PARCEIROS

Contato
Rua Corcovado, n° 190, Jardim Botânico, Rio de Janeiro, RJ – CEP: 22460-050
(21) 2294-5048 / 2294-6400
madremariajose@ig.com.br

O PROJETO

OBJETIVO
A Congregação busca viver do seu próprio trabalho. As Irmãs com as doações recebidas e suas atividades sustentáveis promovem cursos profissionalizantes e atuam em diversos trabalhos sociais. O objetivo de todo trabalho é o de construir por meio dos projetos, um mundo melhor para os que necessitam de apoio material e espiritual e vivem em situação de risco social. Assim visam contribuir para o resgate da cidadania e oferecer às famílias possibilidade de profissionalização e inserção no mercado de trabalho.

QUEM SOMOS
A Associação Servas dos Pobres é uma congregação de Irmãs Carmelitas que trabalham em diferentes projetos sociais no Brasil e em Portugal visando o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes menos favorecidos e a sua inserção no mercado de trabalho. Todos os projetos e iniciativas da associação têm por finalidade a auto-sustentabilidade.
A Associação Serva dos Pobres, constituída em 16 de julho de 1946, é uma entidade civil, filantrópica, beneficente, assistencial e educacional sem fins lucrativos, reconhecida como utilidade pública federal pelo decreto de 25 de junho de 1998.

ÁREA DE ATUAÇÃO
A Associação Servas dos Pobres abrange 12 Casas com variados projetos:

– Convento de Santa Tereza – entidade que coordena todas as demais casas.

Projetos: lanchonete da PUC – RJ (Pontifícia Universidade Católica), Santa Missa dos Domingos transmitida pela TV Globo e pela TVE (TV Educativa).

– Casa Maternal Mello Mattos – destinada a atender à comunidade da Rocinha.

Projetos: abrigo com 50 crianças, creche com 70 crianças, escola com 280 crianças, curso de informática com 150 crianças, biblioteca, artesanato, serviço odontológico e horta.

– Patronato São José – abrigo para crianças e adolescentes em Ubá, Minas Gerais.

Projetos: gráfica, marcenaria, padaria, curso de informática, agropecuária, educação, esporte e lazer.

– Convento Monte Carmelo – atende toda a comunidade do Rio de Janeiro.

Projetos: confecção de hóstias, assistência espiritual e horta.

– Creche Cardeal Câmera – atende à comunidade do Morro do Fubá, Jacarepaguá e Campinho.

– Centro Educacional – localizado em Teresina-Piauí. Possui um espaço de 5.000 m², mas ainda sem condição operacional.

– Comunidade Teresa dos Andes – assistência às famílias das comunidades dos bairros do Ininga, Vila Uruguai, Timon e Centro onde se localiza a casa das Irmãs.

– Casa do Noviciado Madre Teresa do Espírito Santo – destinada à formação de noviças cujo objetivo é catequizar e orientar a comunidade em Teresópolis.

– Casa de Repouso Santa Teresinha e Comunidade Santa Teresinha – atende às Irmãs idosas que não têm mais condições de trabalhar em obras sociais.

– Convento da Sagrada Família – trabalha junto à comunidade do Arame e do Planalto Ininga oferecendo apoio e cursos profissionalizantes.

– Vila Carmelitana – 50.000 m² de espaço para desenvolvimento de projetos sociais no Timon-Maranhão.

OS PROBLEMAS
– A lanchonete da PUC é a principal fonte de renda da associação, porém não atende mais a todas às necessidades da congregação devido ao aumento dos projetos sociais.

– Na Casa Maternal Mello Mattos há uma padaria com maquinário e uma sala de costura que não funcionam por falta de recursos e poderiam servir para ajudar a sustentar a própria instituição.

– Em Ubá, parte dos Projetos não estão em funcionamento por falta de recursos para maquinário, pessoal e falta de voluntários.

– Prédios em estado precário porque faltam recursos para admitir profissionais em várias áreas fundamentais.

– A construção do Centro Educacional em Teresina-Piauí está paralisada por falta de recursos financeiros.

– Os projetos sociais do Convento Sagrada Família e da Vila Carmelitana não estão funcionando por falta de recursos.

SOLUÇÕES
– Apoio financeiro por meio de sócios contribuintes.

– Voluntários para os projetos sociais.

– Na Mello Mattos, no Jardim Botânico, há um salão para convenções com estacionamento e segurança. O aluguel desse espaço para eventos ajudaria na renda da casa.

– Empresas que desenvolvam parcerias com a associação, considerando que existe espaço, mas falta verba para a mão-de-obra e custos fixos dos projetos.

– Doação de material de construção.

RESULTADOS
– Os jovens, quando terminam seu curso profissionalizante, têm sido recrutados por empresas ou acabam gerenciando seu próprio negócio.

– Mais de 600 crianças estão gratuitamente nas escolas e creches da entidade e não, na rua.

– As comunidades se beneficiam espiritual e materialmente do trabalho da associação, melhorando seu padrão de vida.

EXPECTATIVAS
Colocar todos os projetos em pleno funcionamento para atender ao maior número de crianças e adolescentes, os quais necessitam de apoio, cultura, alimentação, escola, profissionalização, atendimento à família e apoio espiritual e material.

DEPOIMENTOS
Lembro-me saudoso das Irmãs que me passaram valores que até hoje carrego comigo: a religiosidade, a camaradagem, a lealdade e a verdade, que muito contribuíram para a formação do meu caráter. Estudava de manhã e trabalhava à tarde como aprendiz na gráfica. Hoje trabalho com a formação de jovens de todas as classes sociais e procuro passar um pouco do que aprendi nessa escola de vida chamada Patronato São José.
André Luiz Barbosa – ex-aluno e atualmente professor.

Sponsors